Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A RODA

Vejo o Tempo em seus passos largos se aproximando de mim
e junto com ele, as certezas, fim último dessa existência efêmera:
as certezas das dúvidas eternas.
Passos largos, sorriso e gestos soltos,
o Tempo arrasa comigo, cava rugas na minha face
entorpece meus sentidos, enfraquece minha fala
O tempo frio, o tempo quente
O tempo Tempo.

Quebra a tranca, invade e
varre  os cômodos.
Encontra espaços vazios em minha existência.
-Pensei que já não houvesse!
 Mas Ele, implacável,
entranha-se na minha carne,
na minha alma.

Ohhh Tempo, como emperrar esta roda que gira
gira gira sem parar, incondicionalmente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário